O que é preciso para ser Feliz

A alegria de um amanhecer,

A beleza de um céu azul,

A certeza de haver eternidade,

A destreza de estar por perto,

A firmeza de quem está certo,

A franqueza de falar verdade,

A grandeza da simplicidade,

A justeza, nem dura, nem mole,

A leveza de um raio de sol,

A pureza de criança de tenra idade,

A riqueza de ter amizade,

O saber usar a liberdade,

Viver razão e realidade,

Em suma, ter paz na consciência,

Renunciar a toda a violência,

E nunca, nunca sentir idade…

Fernando Alves

Atividade Inclusiva em Comunidade

No dia 27 de Julho de 2018, a CASL Casa de Acolhimento Sol Nascente realizou o piquenique anual, no parque de Olival, em S. Mamede de Negrelos (Santo Tirso).

O convívio começou da parte da manhã, onde decorreram atividades musicais, de movimento, dança e jogos tradicionais. Seguiu-se o almoço convívio.

À tarde, participamos no programa geracional e inclusivo pela União de Freguesias, apresentamos peças da atuação da CASL nas festas de S. Bento deste ano.

A presença da nossa associação foi muito importante, para a dar a conhecer a mais pessoas e divulgar quem somos e o que fazemos. Foi também importante para que olhem para quem tem deficiência pelo valor e capacidade que está dentro de cada um de nós. Embora tenhamos as nossas dificuldades e barreiras, vamos tentando ao longo da nossa vida ultrapassá-las.

Joana Isabel Fernandes

Ajude-nos a acabar o Lar para a Pessoa com Deficiência

flyer-larIBAN: PT50 0036 0476 99104897170 80

“Somos o que Partilhamos”

CASL – Casa de Acolhimento Sol Nascente, é uma IPSS de apoio à pessoa com deficiência e família.  Tem como missão Reconhecimento da pessoa com Deficiência pela Competência.

Desenvolve uma intervenção centrada no potencial humano de cada pessoa, na concretização do plano individual, com a participação ativa de pais e/ou encarregados de educação, a ser continuada no contexto da dinâmica familiar com o apoio de uma equipa multidisciplinar facilitadora na passagem de competências por modelagem e em contextos, recorrendo a uma abordagem sistémica com o envolvimento de todos os agentes implicados no processo de reabilitação promotora de novas competências.

Num olhar sobre as possibilidades, numa relação de confiança mútua, acreditar no valor das pequenas conquistas que fazem a diferença. Construir uma rotina estruturada com atividades modeladas, acreditar que a criatividade é o motor da reabilitação; Desenvolver o gosto de aprender a aprender; aprender a fazer e de ser capaz; de se sentir considerado na atividade que realiza; Sentir se considerado como pessoa com direitos e deveres.

Sede na rua de Eira nº 36 Monte Córdova, concelho de Santo Tirso.

Precisamos de apoios para acabar a obra, para responder a pais aflitos com filho deficiente, sem condições mínimas de cuidar do filho em casa,  motivo doença, idade avançada e órfãos, possam ver em vida a futura casa do filho.

“O que fazemos apenas por nós morre connosco, o que fazemos pelos outros… permanece e é imortal”

(Abert Pike).